caminho

“O Caminho é o Vazio
E seu uso jamais o esgota.”
Lao Tse

Firmo em lótus sobre a pedra.

Entre céu e terra, imenso fole expande e contrai. Energia para todo universo.

Vento infinito do mar em meu rosto. Ondas vêm e voltam sem intenção. Observo.

Mente vazia, sou leve.

Mão vazia, sou forte.

Estrada vazia, sou livre.

1 comentário

Arquivado em brisas

Uma resposta para “caminho

  1. Dalva Bueno

    Amei o poema Caminho. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s